É hora de dar tchau

Depois de 4 anos morando sozinho e mantendo esse blog de forma independente e, literalmente, sozinho, achei melhor encerrar as atividades por aqui. Não é por não gostar de escrever ou do projeto, mas é que as coisas mudaram: quero dedicar meu tempo fora do trabalho do dia a dia para outros projetos pessoais e, para completar, não moro mais sozinho :)

De qualquer forma, vou manter o Facebook do Em Casa Sozinho ativo, postando textos atemporais e também meus favoritos.

Você também pode me ler no meu blog pessoal (Tradicionalmente) e no meu Twitter (@gabrielkdt), e me ver no meu canal do YouTube (Cadetismos), no Instagram (@gabrielkdt) ou no meu Snapchat (gabrielkdt).

Obrigado a todos que leram, lêem e lerão esse blog. Foi muito legal morar com vocês um pouquinho!

Captura de Tela 2016-05-31 às 18.50.24

Anúncios

Para assistir: documentários maravilhosos que estão na Netflix

Faça um favor a você mesmo e pare de esperar a Globo dublar os documentários da modinha e dividi-los em 50 capítulos no Fantástico. O mundo está recheado de documentários maravilhosos e nem todos são complicados ou entediantes, como muitos acreditam. Separei aqui alguns que eu gostei muito, que estão na Netflix do Brasil e que tem tudo a ver com o universo de quem mora sozinho.

Milk?Captura de Tela 2015-03-14 às 20.15.02

Será que leite faz mesmo bem pra gente? Pense bem: como mamíferos, a gente não devia beber apenas leite materno e apenas durante a infância? O documentário fala disso e entrevista também criadores de vacas leiteiras, entusiastas do leite livre da pasteurização e lobistas de indústrias alimentícias. Faz pensar.

Food Matters

Captura de Tela 2015-03-14 às 20.14.55A gente é o que a gente come. São relatadas pesquisas que curaram câncer e depressão apenas com doses de vitaminas e mostra-se como os médicos que se formam hoje sequer estudam essas pesquisas. Quem lucra com isso? A indústria farmacêutica, claro. O documentário mostra a ligação entre uma coisa e outra e apresenta soluções pro nosso dia a dia: ao invés de percebermos um sintoma, irmos ao médico e ele nos dar remédios, que tal cuidar de verdade da saúde e nunca mais adoecer?

Muito Além do Peso

Esse documentário nacional é chocante ao mostrar em paralelo crianças que estão obesas e os erros na regulamentação das propagandas para criança no Brasil. Além disso, fala dos abusos das empresas alimentícias, fast-food, e ajuda a entender quão ruim certas comidas são fazendo comparações: “em carboidratos, um pacote de biscoito recheado equivale a dez pães franceses”, diz a nutricionista. Seria cômico se não fosse trágico a cara do grupo de mães quando é mostrado quanto óleo tem em um pacotinho de batata frita. No YouTube da produtora também tem o documentário completinho.

As 5 coisas mais chatas sobre morar sozinho

Morar sozinho é a coisa mais legal do mundo (e essa lista aqui prova isso!), mas tem seus momentos chatos também.

1 – Não tem pra quem gritar se você esquecer a toalha ou o papel higiênico acabar
E aí rola aquela caminhadinha da humilhação sozinho. E também é um saco estar no banho e ouvir o interfone ou o telefone tocando lá longe… Pelo menos ninguém vê, né?

2 – Você é seu médico
Não tem ninguém pra te fazer uma sopinha quando você está doente e nem pra quem perguntar “minha testa está quente?”. Quem tem que fazer tudo é você: de ligar a TV na Sessão da Tarde até a visita à farmácia.

3 – Fazer compras pode ser uma palhaçada
Se ficou dois dias sem beber leite, já esqueceu que tem uma caixa na geladeira e acaba comprando outro no mercado. Não tem pra quem ligar em casa e confirmar o que está faltando. Aí, no fim, você acaba com 17 pacotes de pão de forma e sem nenhuma manteiga! Então lembre-se de fazer listas.

4 – Toda a louça suja é sua
Todo mundo teve um familiar/roommate que metodicamente lavava apenas as louças que tinha usado. “Não interessa que a única outra coisa na pia é apenas uma colher, não fui eu que usei, então não vou lavar”. Mas quando você mora sozinho, o papo é outro…

5 – E todas as contas também
O mês que apertar, não tem ninguém pra cobrir sua metade da conta da internet. Abre o olho e economize!

Top 5 melhores coisas de morar sozinho

Apenas algumas das várias provas de que morar sozinho é a coisa mais legal do mundo. Sempre falo que essa experiência te faz refletir sobre você mesmo e também sobre os outros, mas escolhi apenas as 5 coisas que eu realmente amo dessa vida.

1 – Você pode ficar pelado o tempo todo
Óbvio que esse seria o primeiro item da lista. Não é preciso ser nudista/naturista pra apreciar como isso é bom: não precisa levar a roupa pra trocar dentro do banheiro depois do banho, em dias de calor ninguém te julga por ficar de cueca na sala. Você pode tomar banho de porta aberta e já chegar do trabalho tirando a blusa sem se preocupar se tem alguém em casa.

2 – Não existe guilty pleasure
“Guilty pleasure” é aquela coisa legal que você faz mas tem uma pequena vergonha. Tipo gostar do disco daquela cantora adolescente (que agora você pode ouvir bem alto!) ou assistir uma novela ou série bem bobinhas (que agora você vê na TV da sala e não com fones no seu laptop). Quando você mora sozinho não há testemunha, tudo é permitido e você consegue aproveitar ainda mais essas experiências.

3 – Satisfação pra ninguém
Ainda sobre isso, outra vantagem é não ter pra quem dar satisfação. Você sai e chega em casa na hora que quer e pronto – exceto se tem pets. E se der vontade de dormir o fim de semana todo, ninguém vai te julgar. E se quiser chamar a galera, não tem que pedir permissão dos roommates; e se quiser trazer peguete pra casa, não precisa avisar a família; e se quiser beber no meio da tarde, beleza também. Só alegria!

4 – Tudo é decisão sua!
Quando você mora sozinho é igual ser um ditador. Tudo é você que escolhe: pintar a parede de branco ou azul? Você escolhe. Comprar iogurte ou chocolate? Você escolhe. E pode pedir a pizza do jeito que quer pois não tem que ter uma enquete entre todo mundo. E pode botar a colher direto no pote de doce sim e comer direto da panela sim e beber água direto da garrafa sim – ou pelo menos beber no copo e colocá-lo direto no escorredor de louças de novo.

5 – Silêncio
Do mesmo jeito que há a vantagem de ouvir música alta quando quiser, você pode escolher que horas quer silêncio – o que quase nunca é decisão sua morando com pais e irmãos, né? Na hora que você precisa ler, trabalhar, estudar ou focar em algo, fica muito mais fácil também.

Em casa sozinho

Minha ideia de criar esse blog veio hoje de tarde no mercado. Apesar de estar numa fase de comida saudável, sempre sou tentado nos corredores de junk food – especialmente os de produtos instantâneos. E hoje vi lá um tipo novo de macarrão. Parecia bom, mas era meio caro em comparação aos outros e pensei em como seria legal ter um lugar que eu pudesse consultar a qualidade de produtos desse tipo (que não são gourmets, não são finos, não têm nada de especial). E pensei o mesmo sobre outros produtos depois. Então resolvi reunir tudo no mesmo lugar.

Então pensei em fazer um blog sobre a arte, os prazeres e as amarguras de viver sozinho.

Desde que saí da casa da minha mãe sempre morei com amigos – uns tempos com poucos, outros tempos com muitos -, mas agora vivo sozinho. E por mais vivida que seja a vida, você sempre aprende uma coisa nova. Então, a quem interessar possa, esse blog será mais ou menos um diário das minhas descobertas nessa vida em casa. E sozinho.